Está aqui

Luís Paixão Martins

Luís Paixão Martins

Os jornalistas são “preguiçosos” quando exercem na assessoria do governo?

Improvisos pobres, com ideias confusas, empregando palavras de significado impreciso e sem fio condutor não geram peças jornalísticas coerentes e profundas. Geram especulação. 

António Pires de Lima assoprou no apito do cão

Ao atacar António Costa, o ministro da Economia dirigia-se apenas a um minúsculo grupo de interesses e provocou surpresa e indignação nas redes sociais.

As crises do BES e da PT afectarão a qualidade do jornalismo?

As duas instituições têm sido dos principais investidores de Publicidade, em particular na Imprensa onde detêm quotas de mercado relevantissimas. 

O “procurement” e as portas que giram

Felizmente haverá sempre empresas, instituições, pessoas e territórios cujos dirigentes possuem cultura comunicacional e exigência de objectivos que os leva a identificar a diferenciação, a excelência e a inovação.

Porque Thatcher se vestia assim e outros mistérios

Tim Bell relata a sua vida profissional desde o tempo dos irmãos Saatchi até à Bell Pottinger Private. 

A sentir-me importante com mais 2 páginas do Miguel Carvalho

Os leitores da “Visão” devem estar a perguntar-se: mas quem é este figurão que aparece aqui todas as semanas?

Como o Turismo podia ajudar o DN a aumentar as vendas

Mesmo na capital do Fado, a vida não tem de ser sempre um fado choradinho.

Da teoria das RP e da prática quotidiana

Brian Solis apresenta uma visão actualizada do papel das Relações Públicas. 

Se o Porto é ponto final, Lisboa é...

Exercício entretido a pretexto da nova marca da Invicta. 

Será que a Universidade está a falhar na preparação de futuros consultores de Comunicação?

Conselho de veterano profissional e empregador: não percam demasiado tempo com a Academia. 

Páginas