Está aqui

Luís Paixão Martins

Luís Paixão Martins

É muito boa esta reportagem paga do New York Times

Já ouviram falar do “native advertising”? É o “new black” do sistema mediático

O “soundbite” mais estúpido do mundo dos Media

A quem interessa um conceito de jornalismo ultrapassado pelos tempos e que não consegue sobreviver? A quem interessa uma geração de heróis no desemprego? 

Quando as RP os tinham no sítio

Herb Schmertz estabeleceu, no início dos anos 70, os padrões da “confrontação criativa”, uma escola agressiva e pragmática do Conselho em Comunicação. Sou fã. 

Como a McDonald's conversa com colaboradores de 34 mil restaurantes

Recomendo o visionamento do vídeo “How McDonald’s arms brand ambassadors and built trust”. E bom apetite. 

Comigo a Comunicação Interna viaja sempre no banco de trás

A Comunicação Organizacional é demasiado importante numa organização para ficar nas mãos dos Recursos Humanos.

Google e privacidade: o que nos espera

Um dos principais desafios da sociedade contemporânea é a criação de um modelo equilibrado, universal e duradouro da prática da “curadoria”.

Há um modelo estável para substituir a “Propaganda Bernays”?

As RP são agora chamadas a aprofundar metodologias reforçando a capacidade de respeitar, de ouvir, de participar, de partilhar, de conversar, de comentar. 

O “Direito ao esquecimento” e o “Dever do ORM”

A publicação pelo Google de formulário que permite (talvez um dia…) exercer o chamado “direito ao esquecimento” veio chamar a atenção para um dos serviços actuais mais promissores do conselho em Relações Públicas – Online Reputation Management (ORM).  

lápis

O meu modesto desabafo sobre o Acordo Ortográfico

Antes tínhamos duas normas. Agora temos três. Porreiro, pá!

A sua Comunicação Interna ainda é a do Séc. XX?

Os colaboradores são o primeiro exército de uma organização. Devem ser estimulados a publicar em nome dela.

Páginas