Está aqui

A Men's Health meteu "o pé na poça"

POSTED BY: TdQ | Qui, 09/10/2014 - 15:28

Esta semana a Men’s Health US viveu um pesadelo no Twitter. Tudo por causa de um artigo sobre “Como falar de desporto com as mulheres”, publicado na segunda-feira à noite.

Foi à noite. E por muito assustador que tenha sido (nomeadamente para a equipa de Digital da revista Men’s Health), não foi um pesadelo. Foi a realidade pura e dura das redes sociais.

Na segunda-feira, após a publicação no Twitter de um artigo que sublinhava as diferenças entre homens e mulheres no que toca à paixão pelo desporto, a página da revista foi bombardeada por reacções negativas de um número absurdo de leitoras e leitores. Diziam-se ofendidos e até chocados com o post.

Conta o The Los Angeles Times aqui que, num espaço de apenas duas horas, a conta da @MensHealthMag na “rede do passarinho” foi referida 4.800 vezes. O artigo em causa - que foi, entretanto, eliminado -  afirmava, explicitamente,  que as mulheres não partilham da mesma paixão pelo desporto que os homens. A revolta foi geral.

Às 4h00 da manhã a revista publicou um pedido de desculpas:

Mas o rastilho tinha sido aceso e continuou a queimar:

A gestão de redes sociais é isto. É importante aprender com os nossos erros. Mas é também imprescindível pensar duas vezes antes de publicar, pedir uma opinião se for preciso. Porque um olhar “de fora” em situações como esta pode ser uma ajuda preciosa. 

Riscos, correm-se sempre. Há muito que proponho, aliás, a candidatura da profissão de RP a uma das profissões mais perigosas do mundo (a seguir aos pescadores de alto-mar do Alasca, vá).

Este conteúdo foi seleccionado por Patrícia Miranda Corrêa para o blogue A Teoria do Q. Uma versão semelhante a este post foi publicada no PR Daily a 08 de Outubro.